um relato fundamental de uma mulher trans e negra

Três décadas e meia é um livro fundamental, um grito, um registro feito em palavas fortes e coração aberto do que sofre uma mulher trans e negra.

 por R$40,00 [com frete incluso]

Muitas vezes a história de pessoas trans é contada por gente cis, que não tem ideia de nossas verdadeiras vivências e produz relatos recheados de estereótipos e preconceitos. Dani Carvalho é uma mulher trans e conta suas experiências através de textos curtos e poéticos, mostrando situações comumente vividas por todas nós. O texto humaniza a existência de nossos corpos, aproxima e desperta empatia, mostrando que somos pessoas de carne e osso, com emoção e sentimentos, não apenas meros objetos feitos para satisfazer os fetiches de pessoas cis. (Alice Pereira, quadrinista e autora de Pequenas Felicidades Trans)

Como a própria sinopse do livro Três décadas e meia revela, não se trata de uma obra de ficção. Daniela de Carvalho abre seu coração para relatar muito do que já sofreu – e continua sofrendo – enquanto mulher trans e negra.

Vários de seus textos exigem que o leitor pare por um instante para se recuperar; são fortes, honestos e dolorosos e, por isso mesmo, incomodam.

São suas perspectivas, suas dores; experiências pessoais dela e de tantas outras mulheres trans. Elas existem e têm voz, mas raramente permitimos que falem.

Vamos parar para escutá-la dessa vez?

Trinta anos é tempo demais para se esperar por um amor. É tempo bastante para se amadurecer. Mas será tempo suficiente para viver tudo o que se deseja? Tudo o que se tem direito? Será tempo suficiente quando seu próprio tempo não vale o tempo de uma vida inteira?

Através de frases, crônicas e poesias, a autora apresenta um relato íntimo e quase confessional, que é ao mesmo tempo a história de uma e de milhares de mulheres. Elas, que quando em frente ao espelho refletem uma verdade invertida, oposta ao que olhos conservadores querem enxergar.

A dureza das palavras não chega perto de alcançar a crueza da realidade. Ainda assim, carrega a sutileza que existe nas obviedades, abrindo espaço para uma reflexão indispensável.

Mulheres trans existem, são objetos de preconceito. Mulheres trans resistem, precisam de respeito, dignidade, afeto e, acima de tudo, precisam parar de morrer como se a própria vida não fosse um direito.

Daniela de Carvalho, 28 anos, engenheira civil, mulher, trans, negra e do subúrbio carioca – embora nada disso a defina ou a esgote. Apaixonada por quadrinhos, a poetisa e escritora decidiu se valer das palavras, suas velhas e boas amigas, para revelar um pouco da realidade de uma mulher trans brasileira sob diversos aspectos, tanto externos quanto particulares. Seu livro publicado pela Inspirium é uma janela de frente para a paisagem que tantos preferem não enxergar.

Envio dos livros

Dependemos dos Correios e de como as autoridades locais lidam com a quarentena voluntária e a circulação de pessoas e carga. Aqui no Rio de Janeiro, as proibições são muitas. Algumas agências estão fechadas, porém os Correios continuam entregando as remessas, assim sendo, os livros serão postados todas as quintas-feiras (ou algum outro dia), apenas uma vez por semana. A entrega a cargo dos Correios também demorará mais que o normal, em alguns casos há registro de demorarem duas semanas.

Contamos com a compreensão de vocês, contamos também com o apoio, pois temos muitas despesas na produção de cada livro.

Dados Técnicos

  • Título: Três décadas e meia
  • Autor: Daniela de Carvalho
  • Assistente editorial: Camila Pelegrini
  • ISBN: 978-65-990650-1-9
  • Revisão: Érica M. Bettoni Hayashibara
  • Formato: Médio (14×21)
  • Número de páginas: 192
  • Papel do Miolo: Pólen Bold 90
  • Lançamento: 18/05/2020