Texto de Flavio P. Oliveira, para o dia das crianças.

Eu sou criança desde pequeno… No formato de bebê, cagava nas fraldas, mijava, mamãe corria a trocá-las, pois gelado ficava e também fedido. No formato de menino, ia na escola, chorava ao ficar sozinho, no canto, meus futuros amigos penalizados. Depois cresci, quanta maldade vi, amores perdi, quantos dedos contei após bêbado, e suspiros são tantos; porém, sequer uma vez, a menor possível, esqueci-me do importante: ser criança crescida. Não ganho mais presentes dia doze… Como seria melhor a vida correndo ao contrário, depois dos trinta contar para trás.

Feliz dia das crianças!!!

Feliz Dia das Crianças!
Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail
Classificado como:            

Deixe uma resposta