Mini Primavera dos Livros 2021

Vem aí a Mini Primavera dos Livros 2021, organizada pela LIBRE no Planetário da Gávea, de 19 a 21 de novembro, de 10h às 17:30. Será junto com o aniversário do Planetário, com ampla programação. E nós estaremos lá, com nossa barraquinha recheada de livros estreiando em feiras presenciais. Que quanta emoção muita demais!

Várias autores e vários autores estarão lá na barraquinha, autografandos seus livros, conversando, matando saudade de abraços. Visite a gente nesse retorno!

😀

 

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Lugar de mulher: Edital

[ Prazo prorrogado até 15/08 ]

Lugar de Mulher

[demolindo esteriótipos]

organização: Talita Luiza & Thais Cima

Pessoas são diferentes entre si. No entanto, há uma especial tendência histórica em estereotipar mulheres, um esforço em traduzi-las em formatos específicos, rotulá-las e julgá-las de acordo com expectativas com as quais não concordaram. É como se no processo se desumanizasse a individualidade do ser para reduzir sua complexidade aos anseios de outrem.

A bem da verdade, é frustrante. É limitante. É desrespeitoso.

Tem sido também bastante natural.

De tanto escutar, absorvem-se formas como se fossem próprias. No espelho, passam-se a enxergar sombras ao invés de reflexos. A loira burra. A mulher que, no volante, é constante perigo. A ex histérica e maluca. A mulher preta de beleza exótica. A extrovertida escandalosa. A emotiva irracional etc.

Os modelos são variados, mas possuem em comum o fato de jamais serem o bastante senão para se tornarem alvos de críticas e repreensões. Não há possibilidade de acerto quando a medida é, na verdade, armadilha.

Ignorar os estereótipos, os rótulos e as expectativas, não faz com que desapareçam. Sua ruína depende de confronto. E é isso que nos propomos a fazer através da nova antologia da Inspirium.

Contos que destruam os estereótipos com os quais mulheres têm sido obrigadas a conviver há anos e revelem que “Lugar de Mulher” é o mundo que existe dentro e fora de si. Nossa luta é travada através das letras. Convidamos você a se aliar em nosso exército.

O que buscamos?

Lugar de mulher trará contos, crônicas, poemas, tirinhas e ilustrações, em suma, manifestações artísticas produzidas por mulheres. As únicas exigências são a utilização de estereótipos que subjugam mulheres de maneira a criticá-los, desconstruí-los e combatê-los.

Detalhes (principais pontos) do edital:

  • Poderão participar da antologia escritoras residentes do Brasil, com dezesseis anos ou mais;
  • As inscrições são gratuitas;
  • Serão aceitos textos em língua portuguesa (de autoria da candidata), em fonte Times New Roman 12pt., formato A4. Os contos devem conter algo entre 10.000 e 15.000 caracteres (com espaço), as crônicas ao redor de 4.000 caracteres (com espaço) e os poemas até no máximo 24 versos. Os arquivos devem ser enviados no formato .doc ou .abw;
  • Não serão aceitos textos escritos por mais de uma autora;
  • Os contos devem ser enviados para o email contato@deliriumeditora.com.br, com o assunto: Participação na Antologia Lugar de mulher;
  • Desejamos contos para um público jovem-adulto, não selecionaremos contos para maiores de 18 anos;
  • As inscrições para a antologia Lugar de mulher estarão abertas no dia 10 de maio de 2021 e serão encerradas às 23:59 do dia 10 de julho de 2021, podendo esta data ser postergada ou não A inscrição será aceita apenas por email, o conto deverá ir com o email de inscrição;
  • Prazo prorrogado até 15/08!

Leia o edital completo aqui: http://deliriumeditora.com.br/arquivos/Edital_lugardemulher…pdf

Envie seu texto e boa sorte.

 

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Manchas – Edital

 

Manchas

[contos de Terror/Horror e angústia]

organização: Bianck Amorim & Lelienne Ferreira

Uma testemunha se faz presente em todos os crimes, às vezes como resultado, noutras, consequência natural. Há quem vê maldade, o rosto de uma vítima ou a carranca de um ser demoníaco. Não importa se testemunha ou entidade prestes a renascer, manchas estão em todos os lugares. Há manchas no Polo Norte. Há manchas em hospícios e prisões. E há manchas receptáculos, abrigos de entidades.

Quem poderá dizer uma mancha de sangue não traz um tanto de alma ao ser criada?

Um tiro atravessa um coração, espalha sangue e mancha o chão ou uma parede, e nessa mancha não sobra nada da personalidade da vítima? Essa mancha não tem memória?

Use e abuse da criatividade ao imaginar uma história curta com uma ou mais manchas como foco principal e tema central. A mancha pode ganhar vida, ou parecer viva, ou ter uma história por trás dela, como por exemplo uma mancha de sangue. Queremos surpresas, inovação e reviravoltas.

Toda mancha tem uma história para contar.

Nós queremos histórias de Terror/Horror com intenso desenvolvimento do aspecto psicológico, focadas na sensação de insanidade e/ou claustrofobia. Queremos o Terror/Horror do susto iminente. Queremos o Terror do sufoco, de prender a respiração.

Por trás de uma parede manchada, um piso manchado, uma toalha manchada há uma história, às vezes insólita, quase sempre terrível.

E temos o resultado final!

Selecionados: Rodrigo Ortiz Vinholo, Charlitto Ogami, Mario Sergio Ribeiro, Laís Costa, André Martuscelli, Vanessa Martins e Flavio P. Oliveira. Convidados: A.T. Sergio, André Martuscelli, E. C. Reys e Márcio Pacheco.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Pré-venda: Da beleza de ser infinito e não duradouro

— PRÉ-VENDA —

Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Use o botão acima para comprar o seu exemplar na pré-venda, por R$40,00 (com frete para todo o Brasil incluso no preço)

Da beleza de ser infinito e não duradouro é um romance de pequeno porte, centrado em Elizabet, ex-atriz e ex-modelo, falecida e sepultada em um domingo — ao menos a história se inicia no dia do enterro dela —, em uma cidade do interior brasileiro. Estão presentes ao enterro, entre conhecidos e curiosos, uns tantos em ressaca gorda, o vizinho da casa à esquerda, um cúmplice, o ex-amante chegado em última hora graças a uma esplêndida ideia, o cozinheiro, um detetive, um ladrão etc. E apenas a filha, outra protagonista, menina inteligentíssima, divertida, animada e segundo a professora de artes uma boa atriz, mantém um pranto abafado e somado à orquestra da chuva ficando menos miúda e aos pombos arrulhando por perto.

Além de tantos em papéis menores, padre Giuliano, o cozinheiro e antigo amigo Gerson, os detetives Garcya e Elisa, um terceiro protagonista completa a família: Getúlio, adotado pela menina como pai, o idealizador da trama, o responsável pelas ideias mirabolantes, se bem que padre Giuliano também ajuda nesse quesito, e Gerson se responsabiliza por contatar a gangue.

Não um romance estritamente policial, pois o ponto-chave é a fuga para o sul da América do Sul e as aventuras e percalços do trajeto; no entanto aos poucos o leitor se depara com a trama, os crimes e o planejamento, de modo espalhado, sem muitos adiantamentos ou atrasos. É um romance de pequeno porte, centrado na vingança de Elizabet e seus amores do passado, ex-atriz e ex-modelo, e nas batatinhas fritas nevadas, ou seja, cobertas de muito sal de Getúlio, nas bonecas em linhas e barbante feitas pela menina, no Fusca prateado e invejado por colecionadores e no acaso.

— o autor —

Flavio P. Oliveira nasceu em Nilópolis/RJ. Graduado em Engenharia Civil, é editor, escritor, capista, diagramador, ilustrador, artista plástico, aficionado por rock progressivo, um entusiasta do movimento de código livre e fã de Calvin e Haroldo. Autor de diversos livros, seus romances Talvez nunca mais um país e A Noiva de Papelão, além das novelas Uma Princesinha no país das Maravilhas e Harmônica, o livro de poemas Amore(a)s, melancias, passarinhos etc. e o livro de minicontos e poemas Quase tudo e pouco mais foram publicados pela Delirium Editora. Nos raros momentos de descanso, gosta de fazer biscoitos e experiências culinárias, além de passear, andar muito e estar em contato com a natureza.

ATENÇÃO: Esta é uma pré-venda, o livro se encontra em fase final de preparação, com previsão de na primeira semana de fevereiro ir para a gráfica, ter a primeira tiragem feita. A previsão para envio dos livros é ainda durante fevereiro, porém depende de fatores externos e outros profissionais, como a gráfica contratada.

 

Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Use o botão acima para comprar o seu exemplar na pré-venda, por R$40,00 (com frete para todo o Brasil incluso no preço)

(primeira página)

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Edital: Academia de heroínas da vida real

No dia a dia, na vida real, mulheres realizam feitos extraordinários o tempo todo, superam limites que antes pareciam intransponíveis, revelam-se poderosas em aspectos que nem mesmo a ficção parece capaz de conceber.

Academia de heroínas… da vida real

contos, poemas, crônicas, tirinhas e ilustrações que retratam heroínas da vida real.
organização: Camila Pelegrini

Consumimos histórias fantásticas o tempo todo. Adoramos vislumbrar todas as possibilidades que poderes garantem aos nossos personagens favoritos. Controlar o tempo, voar, ficar invisível, ter força sobre-humana… É altamente improvável que você não tenha imaginado ao menos uma vez quais desafios enfrentaria se estivesse em tais posições.

Mas o fato é que no dia a dia, na vida real, mulheres realizam feitos extraordinários o tempo todo, superando limites que parecem intransponíveis, revelando-se poderosas em aspectos que nem mesmo a ficção parece capaz de conceber.

Os vilões das histórias são diversos: o machismo, a violência, a pobreza, a desigualdade, os preconceitos, as pressões, as imposições, as depreciações. As lutas são diárias, os resultados vêm de cada uma das batalhas que, tão comumente, se encontram nos detalhes.

A guerra da vida real está nas entrelinhas, afinal. Nas histórias não contadas e nos inimigos não declarados, disfarçados de cotidiano, tradição e banalidades.

Porém, não nessa antologia.

Neste livro, buscamos contos, poemas, crônicas, tirinhas e ilustrações. Manifestações de arte que sejam retratos de heroínas da vida real, cujos super poderes sejam tão extraordinários quanto são a fibra e a resiliência que residem em estar vivo. Habilidades que qualquer uma de nós poderia carregar; desafios que todas nós poderíamos enfrentar.

A vida é academia nesses enredos. E as super-heroínas são elas, são vocês, inspiradas e inspiradoras, tal qual cada uma de nós.

Academia de heroínas da vida real trará contos, crônicas, poemas, tirinhas e ilustrações, em suma, manifestações artísticas produzidas por mulheres. As únicas exigências são: usar uma mulher inspiradora como protagonista ou narradora e tratar de temas relacionados às heroínas da vida real.

Academia de heroínas da vida real

A primeira antologia do Selo Inspirium, contos, poemas, crônicas, tirinhas e ilustrações que retratam heroínas da vida real.

Na virada de 2019/2020, nasceu a Inspirium – Sobre Mulheres Inspiradoras, uma vertente da Delirium editora totalmente focada na publicação de mulheres, sejam elas as autoras e/ou as protagonistas das histórias. O que procuramos não se limita a um único gênero; está em toda e qualquer palavra que revele a complexidade que ser mulher guarda. Buscamos textos inspirados e que inspirem. Queremos ajudar a dar voz às mulheres. E queremos que sejam ouvidas, em uma luta íntima e também coletiva por sua liberdade.

Detalhes (principais pontos) do edital

  • Poderão participar da antologia todas as escritoras que sejam residentes do Brasil, com dezesseis anos ou mais.
  • As inscrições são gratuitas.
  • Apenas mulheres podem participar da antologia.
  • A antologia contará com várias autoras, entre convidadas e selecionadas.
  • Serão aceitos textos em língua portuguesa (de autoria da candidata), em fonte Times New Roman 12pt., formato A4. Os contos devem conter algo em torno de 10.000 caracteres (com espaço), as crônicas ao redor de 4.000 caracteres (com espaço) e os poemas até no máximo 24 versos. Os arquivos devem ser enviados no formato .doc ou .abw.
  • Não serão aceitos contos, crônicas ou poemas que não se inspirem na história de vida de uma mulher inspiradora, uma heroína da vida real. Os textos selecionados não podem estar ou ser publicados em qualquer outra plataforma durante a vigência do contrato.
  • Os textos, as tirinhas e as ilustrações devem ser enviados para o email inspirium@deliriumeditora.com.br, com o assunto: Participação na Antologia Academia de heroínas da vida real. A autora deverá incluir seu nome completo além do pseudônimo no corpo do email. Também deverá a autora incluir links de suas páginas em redes sociais: Facebook e Instagram, bem como página no Wattpad e página de autor no Skoob, caso tenha uma ou outra.
  • As ilustrações devem ser de uma folha, daremos preferências as ilustrações verticalizadas, ou seja, a imagem com altura maior que a largura. As ilustrações no livro serão impressas em preto e branco, mas também aceitaremos ilustrações coloridas, podendo estas serem usadas em brindes tais como marcadores de páginas e cartões postais.
  • Também aceitaremos tirinhas de uma página.
  • Os textos e as ilustrações deverão conter título, facilitando assim a diagramação e identificação na antologia.
  • A autora deve incluir também no e-mail alguma bibliografia, com ao menos o link para leitura e nome, da heroína da vida real, que serviu de inspiração para o texto ou ilustração, caso a inspiração tenha nascido de uma mulher real.

Atenção: Não há quantidade limite definida para os textos e as ilustrações. Se tivermos muitos trabalhos com qualidade, poderemos até fazer mais de um volume da antologia.

Leia o edital completo aqui: http://deliriumeditora.com.br/arquivos/academia_de_heronias_edital.pdf

Envie seu texto ou ilustração e boa sorte.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Descontos Especiais e Doação

Promoção com Doação

Uma promoção especial — neste link direto: https://pag.ae/7VPxJskm1 —, a qual servirá também como contribuição para o combate à pandemia devastadora do SARS-CoV-2. Nossa antologia de terror/horror, Sangue Abaixo de Zero, por apenas R$22,00, ou seja, faremos o preço com desconto de autor participante para você, leitor, e temos mais um anúncio: R$8, em cada livro vendido, será doado aos MSF (Médicos Sem Fronteiras), para auxiliá-los, ainda que pouco, no combate a tantas doenças e vítimas de guerras etc.

Aqui o link direto: https://pag.ae/7VPxJskm1

E também outra antologia!

Uma promoção especial — neste link direto: https://pag.ae/7VPxJJ8uq —, a qual servirá também como contribuição para o combate à pandemia devastadora do SARS-CoV-2. Nossa antologia de terror/horror, Quando Eles Despertam, por apenas R$22,00, ou seja, faremos o preço com desconto de autor participante para você, leitor, e temos mais um anúncio: R$6, em cada livro vendido, será doado aos MSF (Médicos Sem Fronteiras), para auxiliá-los, ainda que pouco, no combate a tantas doenças e vítimas de guerras etc.

Aqui o link direto: https://pag.ae/7VPxJJ8uq

A editora não guarda nada nas vendas acima, estamos apenas tirando o custo de envio e os roialties dos autores do valor a doar.

Atenção: Dependemos dos Correios e de como as autoridades locais lidam com a quarentena voluntária e a circulação de pessoas e carga. Aqui no Rio de Janeiro, as proibições são muitas. Algumas agências estão fechadas, porém os Correios continuam entregando as remessas, assim sendo, os livros serão postados todas as quintas-feiras (ou algum outro dia), apenas uma vez por semana. A entrega a cargo dos Correios também demorará bem mais que o normal, em alguns casos há registro de demora de duas semanas. Contamos com a compreensão de vocês, contamos também com o apoio, pois temos muitas despesas na produção de cada livro.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Aviso de Cancelamento de Antologias

Um aviso a todos

Infelizmente recebemos uma quantidade menor do que o mínimo estipulado em edital, tanto para a antologia Refugiados quanto para Amores, Crimes & Guloseimas, portanto os editais estão cancelados.

Refugiados conta com metade dos contos previstos em edital e talvez seja publicada a posteriori com a participação de autores da editora.

Agradecemos a participação, o apoio, a divulgação e a compreensão, e seguimos com dois editais abertos:

 

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Commedia Dell’Arte Macabra

Commedia Dell’Arte Macabra

terror/horror inspirados na vertente popular do teatro renascentista

organização: Ricardo de Jesus & Rodrigo Ortiz Vinholo

Imagine uma antologia de contos de terror/horror, loucura e múltiplas personalidades inspirados na vertente popular do teatro renascentista

Arlequim, Pierrot, Colombina, Scaramouche, Pantaleão, Brighella, Pulcinella e vários outros, personagens ou personificações de múltiplas personalidades, por trás de máscaras, por trás da comédia bufa e popular cresceu um universo de arte, talvez de horror, que inspirou e ainda inspira personagens mais atuais, como a Arlequina.

Além do figurino colorido de seus personagens, a Commedia dell’Arte possuía uma característica muito peculiar: o uso de máscaras. Sim! Máscaras! Máscaras são essenciais para histórias de terror/horror, máscaras de todas as formas, algumas apenas cobrindo um rosto, outras, mais sutis… uma alma maligna.

Commedia Dell’Arte Macabra é uma antologia de contos de terror/horror, loucura e múltiplas personalidades inspirados na vertente popular do teatro renascentista; todavia, não apenas, trará também o lado psicopata e/ou antissocial, um quê de teatralização das cenas, noite adentro, vida noturna, arte, cultura e artistas chorando por dentro.

Commedia Dell’Arte Macabra trará 13 (treze) histórias. As únicas exigências são usar um personagem da Commedia Dell’Arte, caracterizado, com muito da solidão e da loucura da múltipla personalidade, escrever algo macabro com pitadas de realismo mágico, terror ou horror, em suma, queremos contos sombrios, festivos e assustadores. Valorizaremos a boa construção dos cenários e das caracterização da loucura, do aspecto psicológico em ser um mascarado, do suspense em esconder uma identidade maligna por trás de sorrisos. Ou seja, queremos máscaras, vingança, arte, teatro, cenografia detalhada e múltiplas personalidades.

Leia o edital para saber mais a respeito: Edital Commedia Dell’Arte Macabra

Financiamento coletivo

A publicação da tiragem inicial será feita com recursos obtidos através de financiamento coletivo. Cada autor compromete-se a apoiar o projeto no Catarse com o valor de R$35,00 e, além disso, conseguir apoios somando um valor mínimo de R$115,00, podendo ser um apoio neste valor ou vários apoios menores. Caso o autor deseje, pode apoiar com quantias maiores e receber as recompensas. Não há a obrigação de escolher a antologia Commedia Dell’Arte Macabra como recompensa, podendo o autor ou seus respectivos apoiadores escolherem outras recompensas.

=> Período de inscrição: de 15 de maio de 2019 a 15 de julho de 2019 <=

Principais regras

  • A inscrição é gratuita;
  • Os contos devem ser inéditos e de exclusiva autoria do participante, e não podem se caracterizar como fan-fic (baseado em personagens ou histórias famosas que ainda não estejam em domínio público, ex: Harry Potter);
  • Todos os contos serão avaliados pelo comitê de avaliação, podendo ou não ser aprovados para publicação;
  • Esta antologia será publicada de forma colaborativa, ou seja, os autores se comprometem a apoiar o livro no Catarse. O financiamento coletivo será iniciado após a seleção dos autores;
  • Os serviços editoriais são de responsabilidade da editora Delirium;
  • Os contos submetidos à avaliação não podem estar publicados (mesmo gratuitamente) a partir do envio até a data vigente do contrato;
  • Será selecionado no máximo 1 conto por autor;
  • O conto deverá ser enviado em formato .doc ou .abw, em fonte Times New Roman 12pt., e ter entre 3.500 e 4.500 palavras.
  • A antologia contará com 13 autores, entre convidados e selecionados;
  • 20% dos royalties serão distribuídos entre os autores com contos incluídos na antologia a o ilustrador;
  • O preço mínimo de venda do livro será de R$15,00;

Dicas para uma melhor recepção

  • Nós, os avaliadores, somos doidos de pedra e curtimos invencionices;
  • Queremos sobretudo criatividade e sustos;
  • Aventure-se pelo esquisito;
  • Não tenha medo de ousar e enlouquecer, afinal de contas, aqui é a Delirium Editora;
  • Valorizaremos a capacidade de incluir a personificação de múltiplas personalidades, a boa construção das cenas inspiradas na teatralização e solidão do(s) protagonista(s), uso dos personagens originais da Commedia dell’Arte entre outros itens;

 

Venha participar da nossa nova antologia!
Boa sorte! 😀

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Aquela Noite no Monte Calvo

Aquela Noite no Monte Calvo

contos de terror/horror em um festim de bruxas e outros seres maléficos

organização: AT Sergio & Robson Pedroso

Imagine uma antologia de contos de terror/horror e celebração inspirada no poema sinfônico de Mussorgsky Uma Noite no Monte Calvo

Na véspera de São João, bruxas e outros seres das trevas dançam enlouquecidamente, festejam, iniciam um cortejo, visitam os vilarejos e escalam o Monte Calvo para celebrar a coroação do soberano do mal. De fato, essa verdadeira reunião de espíritos maléficos é, na música, influenciada pelo carácter das danças tradicionais russas, com ritmos marcados e obstinados, em uma alusão aos rituais e danças da missa negra.

Aquela noite no Monte Calvo é uma antologia de contos de terror/horror e celebração inspirada no poema sinfônico Uma Noite no Monte Calvo (Ночь на лысой горе) — a representação de um ritual de bruxas em vésperas do dia de São João —, que segundo a descrição de Mussorgski, escrita em uma carta, representaria uma sequência de acontecimentos iniciada pela reunião e conversa das bruxas, terminada pela celebração da missa negra… com (talvez) algo interrompendo o festim — o final em pianíssimo da composição erudita foi composto a posteriori por Rimisky-Korsakov, o qual finalizou a obra-prima dando um toque de ressurgimento da luz.

Busque inspiração no enredo proposto pela magistral compositor russo, busque inspiração no antológico segmento de Fantasia, obra-prima da animação idealizada por Vladimir Tytla, um dos mais originais animadores da Walt Disney Company, e estilo de Kay Nielsen — essa versão traz o demônio Chernabog, que vive no alto de uma montanha e vem atormentar as almas de um vilarejo na noite de Halloween —, liberte suas bruxas e outros seres maléficos, faça a festa, faça o cortejo, inspire-se nas imagens, nos desenhos, nos personagens. Ao menos até o sol raiar, a festa das bruxas está liberada, elas, espíritos malignos, almas condenadas, fantasmas etc. podem dançar libidinosamente madrugada adentro, dançar enquanto escalam o Monte Calvo, visitar nossos pesadelos e tanto mais.

Inspire-se também na noite de Santa Valburga ou noite de Walpurgis. Nos países germânicos, uma crença estabelecia que durante a noite de 30 de Abril, os demônios e as bruxas reuniam-se nas montanhas, principalmente na de Blocksberg, no Harz, a que se chamava “Montanha de Walpurgis”, para celebrarem o seu sabbat. Inspire-se em outros festins organizados e celebrados pelas bruxas.

Aquela noite no Monte Calvo trará 13 (treze) histórias. As únicas exigências são usar bruxas e outros seres demoníacos em festa, danças, ritmos ensandecidos e escrever algo macabro com pitadas de realismo mágico, terror ou horror, em suma, queremos contos sombrios, festivos e assustadores. Valorizaremos a boa construção dos cenários e das descrições das festividades, a inspiração cenográfica das trevas, os elementos de loucura e danças, além da consagração da noite macabra. Valorizaremos também os contos que se inspirem na composição erudita, na animação e na encenação de rituais festivos em relação a sacrifícios, vinganças demoníacas ou rituais satânicos. Ou seja, queremos mais do festim das bruxas, e menos rituais e sacrifícios.

Delirante antologia de contos em um festim de bruxas e outros seres maléficos, uma noite recheada de danças macabras e gargalhadas.

Leia o edital para saber mais a respeito: Edital Aquela Noite no Monte Calvo

Financiamento coletivo

A publicação da tiragem inicial será feita com recursos obtidos através de financiamento coletivo. Cada autor compromete-se a apoiar o projeto no Catarse com o valor de R$35,00 e, além disso, conseguir apoios somando um valor mínimo de R$115,00, podendo ser um apoio neste valor ou vários apoios menores. Caso o autor deseje, pode apoiar com quantias maiores e receber as recompensas. Não há a obrigação de escolher a antologia Aquela noite no Monte Calvo como recompensa, podendo o autor ou seus respectivos apoiadores escolherem outras recompensas.

=> Período de inscrição: de 28 de abril de 2019 a 28 de junho de 2019 <=

Aguardamos ansiosamente o seu conto!

Principais regras

  • A inscrição é gratuita;
  • Os contos devem ser inéditos e de exclusiva autoria do participante, e não podem se caracterizar como fan-fic (baseado em personagens ou histórias famosas que ainda não estejam em domínio público, ex: Harry Potter);
  • Todos os contos serão avaliados pelo comitê de avaliação, podendo ou não ser aprovados para publicação;
  • Esta antologia será publicada de forma colaborativa, ou seja, os autores se comprometem a apoiar o livro no Catarse. O financiamento coletivo será iniciado após a seleção dos autores;
  • Os serviços editoriais são de responsabilidade da editora Delirium;
  • Os contos submetidos à avaliação não podem estar publicados (mesmo gratuitamente) a partir do envio até a data vigente do contrato;
  • Será selecionado no máximo 1 conto por autor;
  • O conto deverá ser enviado em formato .doc ou .abw, em fonte Times New Roman 12pt., e ter entre 3.500 e 4.500 palavras.
  • A antologia contará com 13 autores, entre convidados e selecionados;
  • 20% dos royalties serão distribuídos entre os autores com contos incluídos na antologia a o ilustrador;
  • O preço mínimo de venda do livro será de R$15,00;

Dicas para uma melhor recepção

  • Nós, os avaliadores, somos doidos de pedra e curtimos invencionices;
  • Queremos sobretudo criatividade e sustos;
  • Aventure-se pelo esquisito;
  • Não tenha medo de ousar e enlouquecer, afinal de contas, aqui é a Delirium Editora;
  • Valorizaremos a a boa construção das cenas inspiradas na animação de Vladimir Tytla bem como nas danças macabras propostas por Mussorgski. Também a encenação de rituais festivos em detrimento de sacrifícios, vinganças demoníacas ou rituais satânicos;

 

Venha participar da nossa nova antologia!
Boa sorte! 😀

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail